QUEDAS NA TERCEIRA IDADE, COMO EVITAR?

Publicado em 14/03/2017


A queda é um dos problemas que mais afetam a saúde dos idosos. De acordo com o Ministério da Saúde, a queda com

fratura pode trazer consequências graves para a qualidade de vida, como imobilidade, dependência, além de ocasionar outras doenças e

até morte.

São vários os fatores associados às quedas na terceira idade. Segundo o fi sioterapeuta Elizeu Fiuza de Campos, devido ao processo

de envelhecimento, ocorre perda de massa muscular e de equilíbrio, difi culdade visual para caminhar (perda da marcha), alteração

da coordenação motora, astenia (diminuição da força física) e a hipotensão postural (quando a pessoa está deitada e levanta-se bruscamente

ocorre uma queda da pressão sanguínea, causando perda do equilíbrio e até desmaio), que são apenas algumas das causas

das quedas. “Além dos fatores naturais, a ingestão de alguns medicamentos também pode ocasionar tonturas e aumentar as chances de

tombos”, alerta o fisioterapeuta. Devido ao fato de muitos idosos terem osteoporose ou outras doenças que aumentam o risco de

fraturas, as quedas se tornam ainda mais preocupantes. “Quando o idoso mora sozinho, o perigo aumenta,

pois ele costuma encarar tarefas que podem se tornar perigosas, como pegar objetos guardados em locais altos, o que os faz

subir em escadas ou cadeiras”, declara Campos.